Bebê a caminho, segure o bolso

Foto de perfil de uma barriga de grávida
Fonte: Serasa Experian
 
Muitas vezes, a condição financeira de um casal é o principal motivo para o adiamento da chegada de um filho – uma escolha que pode impactar, e muito, no orçamento familiar. Uma boa dica para lidar melhor com as despesas antes e durante a gravidez é ler o novo guia lançado pela Serasa, por meio de seu programa de educação financeira “Sonhos Reais”, com orientações para que a chegada de mais um membro na família não se transforme em problemas financeiros.
 
O guia destaca, por exemplo, a importância da consciência do novo patamar de gastos, que começam quando os bebês ainda estão no ventre da mãe – momento da aquisição de objetos como berço, móveis, carrinho, fraldas,itens de higiene pessoal, entre outros – e continuam depois que o neném nasce: mais uma pessoa para alimentar, cuidar, vestir, educar.
 
As principais orientações do guia da Serasa para quem quer começar a se organizar financeiramente são:
 
- Conheça o seu orçamento doméstico, prática que ajuda a organizar melhor as receitas e as despesas da família;
- Evite o superendividamento. É importante tomar cuidado ao fazer compras parceladas e longos financiamentos. Faça um bom planejamento para não cair na inadimplência;
- Fique atento aos gastos com cartão de crédito e com cheque especial. Tenha um controle mais rígido com o cartão e, quando receber a fatura, faça o pagamento integral. O cheque especial deve ser visto como última alternativa;
- Se tiver que recorrer ao empréstimo, pesquise a melhor opção, considerando prazos e taxas. Faça uma comparação com outras instituições bancárias e opte pelas condições que mais se encaixem no seu bolso.
 
Antes do nascimento
Conhecer as principais despesas que vêm junto com a alegria da chegada de um bebê também é essencial. Primeiramente, faça uma lista de produtos que são realmente necessários para os primeiros meses do seu filho. Priorize as roupas mais apropriadas para ele, sem exageros, considerando a estação do ano em que está previsto o nascimento do bebê.
 
Se for comprar produtos como fraldas e pomadas para assaduras, só faça em grande quantidade depois de o neném nascer. Assim, você consegue testar os produtos para saber se ele não terá alergias e evitará grandes prejuízos.
 
Aceite doações de roupas de conhecidos, pois elas provavelmente estarão em perfeito estado, já que os bebês crescem rapidamente e usam pouco as vestimentas. O mesmo vale para produtos como carrinho, berço etc.
 
Nesse momento de instabilidade na economia do país, é importante cuidar da saúde financeira do seu bolso para facilitar a vida da sua família com as novas mudanças, como a chegada de um filho.